segunda-feira, 17 de outubro de 2016

MP Mulheres: Sala Política - Coronelismo: o cabresto ontem e ho...

MP Mulheres: Sala Política - Coronelismo: o cabresto ontem e ho...: Mandonismo, imposição, abuso de poder, coercitividade, são características do coronelismo. Esse fenômeno ocorreu no século XIX, na entã...

Sala Política - Coronelismo: o cabresto ontem e hoje


Mandonismo, imposição, abuso de poder, coercitividade, são características do coronelismo. Esse fenômeno ocorreu no século XIX, na então República Velha onde predominava a política dos governadores, os coronéis com seus currais eleitorais detinham do poder político de determinada região. Eram homens temidos, grandes latifundiários. Quando a vontade dos coronéis não era atendida, eles impunham a vitória de seus candidatos através de fraudes eleitorais. Em algumas situações até mortos votavam para forjar alguma vitória eleitoral, vê-se que esses coronéis não mediam esforços para conseguir o que queriam. E quanto ao povo restava apenas obedecer e nada mais. A questão é: e hoje ainda existe o coronelismo? Infelizmente a resposta é positiva, mesmo com tantos avanços e conquistas, mesmo o voto sendo exercido de forma direta e secreta o mandonismo ainda tem força na política brasileira.
Então por que não intitular esses prefeitos de “coronéis do século XXI”? Não utilizam da força física, mas usam como arma a força psicológica, o medo. O medo de se verem sem o emprego e consequentemente sem renda paralisa as pessoas que preferem votar em quem lhes é imposto do que enfrentar o poder em prol de seus ideais.
Ao lançar essa questão para um senhor que reside em uma determinada cidade afastada da Capital ele me respondeu: “Eu só voto em quem está no poder sim! Vou votar em quem não tem nada pra oferecer? E que história é essa de ideal? Meu ideal é sobreviver, alimentar minha família e ter prestigio com o prefeito, senão, quando eu ou meus filhos adoecerem vão ser tratados que nem cachorro no hospital daqui ”.
Comecei a entender o que passa de verdade, na prática na cabeça dessas pessoas, eles não se preocupam com a real intenção ou caráter do candidato em que estão votando, esses cidadãos só estão fugindo do sofrimento e da perseguição.
Rawls fala da “conduta política justa”, mas "esta somente teria sentido no mundo justo, na sociedade ordenada pelos princípios de justiça". (Filosofia Política Contemporânea, Controvérsias Sobre Civilização, Império e Cidadania.)
Nesses dias estamos desacreditados que a política de nosso pais possa realmente mudar algo em nossa sociedade, tanta corrupção e violação de leis nos fazem cada vez mais desistir e abrir mão do nosso direito de voto.
A democracia participativa é algo real que deve ser experimentada por uma boa parte da população que vive à margem dos seus direitos, desprovida de um mínimo de dignidade mas essa participação deve ser realizada de forma livre. O candidato eleito, por sua vez, deveria se ver como um serventuário do povo que, além de deter o poder, é o sujeito passivo de uma série de direitos, dentre eles, os direitos fundamentais estampados na Constituição Federal de 1988. Nesse aspecto se faz necessário consolidar cada vez mais, entre os detentores de mandatos e da sociedade em geral, que o povo é a principal peça de toda ação governamental e que seja inadmissível que esse mesmo povo sofra pressão na hora de escolher seus representantes. É dele que o poder deve ser irradiado e é para ele que deve ser exercido.
Conclui-se, sem qualquer pretensão de esgotar este vasto e importante tema, que o aperfeiçoamento do sistema eleitoral brasileiro somente será atingido a partir de uma reforma política, onde sejam iniciadas a partir da criação de políticas governamentais que atendam aos anseios da população e respeito aos direitos fundamentais.



quinta-feira, 13 de outubro de 2016

MP Mulheres: MP Mulheres: Número de idosos quase triplicará no ...

MP Mulheres: MP Mulheres: Número de idosos quase triplicará no ...: MP Mulheres: Número de idosos quase triplicará no Brasil até 20... : Na esteira dos países desenvolvimentos, o Brasil caminha para se tornar...

MP Mulheres

A Associação MP Mulheres é uma organização sem fins lucrativos, criada em 1999 a partir da iniciativa de um grupo de mulheres atuantes em prol: da solidariedade, do empoderamento da mulher, da empregabilidade, da qualificação profissional, do empreendedorismo individual ou social através do associativismo ou cooperativismo, do respeito ao meio ambiente, do enfrentamento a todo tipo de violência contra: mulher, criança, adolescente, idosa (o) e família, do respeito mútuo e do trabalho em conjunto para o bem social. Nossa legalização ocorreu em 2010, na cidade de Belford Roxo. Hoje atuamos não só em Belford Roxo, como em alguns municípios da Baixada Fluminense e no Município do Rio de Janeiro de forma direito e/ou em parceria com outras Instituições, atuamos com os seguintes Projetos: CIDADANIA É UM DIREITO DE TODOS (Acolhimento, Atendimento e Orientações Diversas: Jurídica, Previdenciária, Bolsa Família, Cadastro único, Fornecimento de Declaração de Residência, Enfrentamento a Violência Doméstica, Curso de artesanato, Economia Solidária e etc.) Temos também os projetos:  BALCÃO DE EMPREGO (Encaminhamento para: Feira de Empresa, agencias e particulares); CURSO DE CUIDADOR DE IDOSOS (Na grade do curso além do conhecimento do cuidar, acolher, trabalhamos com o Estatuto do Idoso, a legislação trabalhista, noções básicas da saúde preventiva e etc.); CURSO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E ARTESANATO (Desenvolvimento sustentável, reciclagem, artesanato, fundo solidário, desenvolvimento humano, respeito ao meio ambiente e etc.). 







Projetos já desenvolvidos na Instituição: BRASIL ALFABETIZADO (alfabetização para jovens e adultos; SAÚDE AO ALCANCE DE TODOS, parceria com clinicas ou/e profissionais liberais (Consultas com: Massagem Terapêutica e Modeladora, Angiologista, Cardiologista, Neurologista, Clinico Geral, Ginecologistas todo atendimento com preço popular, exame de vista computadorizado gratuito, com óculos a preço popular). Em 2014 nos tornamos a Instituição de Apoio, Assessoria e Fomento do Fórum de Economia Solidária de Belford Roxo - FESBEL, cadastramos para um Evento 120 artesãos, a MP Mulheres é a Instituição de Assessoria, Apoio e Fomento do Fórum de Economia Solidária de Belford Roxo – FESBEL.







A MP Mulheres tem como objetivo a criação e o desenvolvimento de projetos e ações sociais nas áreas da educação, geração de emprego e renda, enfrentamento a violência doméstica, combate à miserabilidade, o incentivo a Economia Solidária e ao esporte e saúde para as comunidades carentes, hoje temos aproximadamente 310 Associadas (os), 1287 usuários em nosso antigo Polo (Jardim do Ipê) e 4.610 distribuídos em nossos diversos núcleos. Nossa Instituição, hoje esta responsável pelo Fórum de Economia Solidária de Belford Roxo, temos representações nos seguintes Fóruns de Economia Solidária: no Fórum Estadual, no Fórum da Baixada Fluminense e Brasileiro, temos assento nos seguintes conselhos: Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, Conselho Municipal de Planejamento e Gestão e no Conselho Municipal de Igualdade Racial. Atuamos também como Instituição de Assessoria a outras Instituições do 3º Setor. 




MP Mulheres: Número de idosos quase triplicará no Brasil até 20...

MP Mulheres: Número de idosos quase triplicará no Brasil até 20...: Na esteira dos países desenvolvimentos, o Brasil caminha para se tornar um País de população majoritariamente idosa. Segundo dados do Ins...

Número de idosos quase triplicará no Brasil até 2030,

Na esteira dos países desenvolvimentos, o Brasil caminha para se tornar um País de população majoritariamente idosa. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o grupo de idosos de 60 anos ou mais será maior que o grupo de crianças com até 14 anos já em 2030 e, em 2055, a participação de idosos na população total será maior que a de crianças e jovens com até 29 anos.
A tendência de envelhecimento da população já foi observada no Censo de 2002 e ganhou força nos últimos dez anos. Em comparação com o último Censo, verifica-se que a participação do grupo com até 24 anos de idade cai de 47,4% em 2002 para 39,6% em 2012. Essa mudança também fica clara no aumento da idade medida da população, que passou de 29,4 anos em 2002 para 33,1 anos em 2012.
Os idosos, segundo a pesquisa, são em sua maioria mulheres (55,7%) brancas (54,5%) e moradores de áreas urbanas (84,3%) e correspondem a 12,6% da população total do País, considerando a participação relativa das pessoas com 60 anos ou mais.



MP Mulheres: Carta Compromisso com a Economia Solidária

MP Mulheres: Carta Compromisso com a Economia Solidária: Amigas e amigos Militantes  Nesta quarta-feira 12/10 nossa cidade teve mais uma vitória junto com o MP Mulheres e a Economia Solidária (FE...

Carta Compromisso com a Economia Solidária

Amigas e amigos Militantes 

Nesta quarta-feira 12/10 nossa cidade teve mais uma vitória junto com o MP Mulheres e a Economia Solidária (FESBEL), o Deputado Dr Deotalto, Candidato à Prefeito de Belford Roxo, junto com seu Vice Sérgio Lins assinaram a Carta Compromisso com a Política pública de Fomento à Economia Solidária, demonstrando seu interesse pelo crescimento Econômico e Humano do Município. Estamos aguardando nossa agenda com o Deputado Waguinho, também candidato à Prefeito.



MP Mulheres: 2º Turno 2016

MP Mulheres: 2º Turno 2016: O 2º Turno em vários Municípios agora é uma realidade, nós mulheres devemos avaliar de formo imparcial quem realmente nos representa, qual o...

2º Turno 2016

O 2º Turno em vários Municípios agora é uma realidade, nós mulheres devemos avaliar de formo imparcial quem realmente nos representa, qual o CANDIDATO que acredita, respeita e lutará pelas seguintes bandeiras: 
# Incentivo a Economia Solidária,
# Desenvolvimento Econômico com maiores incentivos para criação de Polos Industriais,
# Combate ao Feminicídio (significa a perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino,...), violência doméstica e pública, 
# Valorização da Educação e Saúde como uma ferramenta do desenvolvimento social e valorização da condição humana.